20.11.11

Teixo - Chokkan

Logo no início das minhas andanças nesta arte, o gosto por exemplares de Taxus foi enorme, mas infelizmente em Portugal as oportunidades de conseguir um exemplar desta espécie são quase nulas, a não ser que se opte pela procura e compra num viveiro normal de plantas mas mesmo por uma árvore sem grande interesse para bonsai irá sempre implicar um investimento considerável, pois é uma espécie cara, no bonsai é possivelmente a mais cara!

Na altura que comprei este exemplar, dos que se encontravam para venda este era o que tinha o tronco com maior calibre, como eram todos direitos, a escolha foi fácil!

Por altura da compra e por inexperiência e formigueiro nas mãos fiz logo um poda drástica na planta, não que ela não tivesse mesmo a pedir mas foi na altura errada! O resultado disto foi um ano quase perdido, pois fiz o transplante logo na época a seguir à altura que dei a poda e a árvore quase não respondeu nessa época de crescimento, teve rebentações muito curtas. Ficou a lição, poda drástica e transplante quase a seguir foi demasiado stress para a planta.
No entanto este ano, o crescimento foi bastante vigoroso, tendo as novas rebentações crescido entre 10 a 15cm, mas principalmente no topo, pelo que sei, é um comportamento normal nesta espécie quando mantida como bonsai. Para que pudesse direccionar a energia para os ramos na parte inferior da árvore, fiz agora uma poda leve nas massas de verde que tinham crescido em cima e uma poda de limpeza em toda a árvore para estimular novas rebentações. Aproveitei também para trabalhar alguns ramos como jins que já tinham sido eliminados na altura da 1ª poda, toda as zonas de madeira morta que criei agora já estavam quase na totalidade mortas e definidas naturalmente, pois este projecto teve dois anos só a crescer!
Por agora, optei por não aramar nada.

A ideia para este projecto será criar uma árvore direita/formal, com os ramos distribuídos ao seu redor como mandam as "regras", parece-me que será a melhor opção tendo em conta o material e como não tenho nenhum exemplar com estas caracteristicas pareceu-me muito interessante seguir este caminho. Mas venham de lá essas opiniões ;)

Imagens do projecto dos vários lados:




Esboço da minha ideia para o futuro do exemplar, talvez com as massas de verde em cima mais juntas, sem tantos espaços vazios!

4 comentários:

Mário Eusébio disse...

Viva Luís!

Gosto muito da espécie e do teu projecto!

Um BOM chokkan é sem dúvida um imagem das mais bonitas mas também mais dificeis de criar em bonsai!

Força com isso!

Abraço,

Mário Eusebio

Carpácio disse...

Olá Luis,

Já equacionas-te fazer o mesmo projecto mas com metade da altura? Numa versão mais condensada? Incluindo também algum trabalho de madeira morta tipico desta espécie? É só uma ideia :)

p.s - começei este fim de semana os trabalhos no pinus grande, junto da MJ :)

Grande abraço,
David

kenshobonsaistudio disse...

Gosto de o ver novamente !

Deixo-te uma imagem, que vale mais que mil palavras:

http://2.bp.blogspot.com/_O4Bjao_zDCo/RhOulgm-uoI/AAAAAAAAAIc/lasMUikFwwc/s320/ST%2Btree.jpg

Apesar da rigidez de um chokkan, a naturalidade apresentada pela árvore é sublime ! O trabalho de madeira morta, realizado ano após ano, dá um excelente efeito. Mostro-te uma bonsai focus com a reportagem disto quando estiveres cá ! ;)


http://2.bp.blogspot.com/_O4Bjao_zDCo/RhOulgm-uoI/AAAAAAAAAIc/lasMUikFwwc/s320/ST%2Btree.jpg


Grande abraço, e parabéns!

Márcio Meruje

Luís Cunha disse...

OLá a todos!

Obrigado pelos comentários =)

Pois é Mário, ao início temos tendência a pensar que é o desenho mais fácil de conseguir mas quando tentamos e começamos a fazer os trabalhos na árvore vamo-nos apercebendo que é das imagens mais complicadas de atingir!

Grande abraço de melhoras!! Mas vai à bruxa lol

David, a ideia é a árvore ficar mais baixa do que é agora, aquela ramificação que está a crescer em cima vai baixar para construção do ápice! Mas não para metade do tamanho, até porque a base tem "força" suficiente para suportar uma imagem como a que penso...
Quanto à madeira morta, já foi feita alguma agora, e que ficou muito a meu gosto, o jins ficaram curtos como é caracteristico da espécie mas com muito movimento que foi feito através de goivas, nas fotos não dá para ver. No futuro a ideia é criar naquele ramo que está morto ao lado do ramo principal, um uro pelo tronco quase todo, tentando ao máximo que esse uro chegue à base por fases, como se vê em excelentes trabalhos em teixos aqui pela net, mas tendo sempre em conta o tamanho limitado que a base tem...
Vamos ver como fica =)

Márcio vou gostar de ver isso quando aí for, não me esqueço de te pedir a revista ;) Até porque a imagem que apresentas eu já conhecia, e tem servido em conjunto com outras duas ou três para inspiração para este projecto. Vou tentar atingir um pouco dessa naturalidade neste exemplar, vamos se vêr se chego lá heheh

Grande abraço a todos!